sábado, 22 de março de 2014

30 Motivos para não beber leite

Este artigo é para abrir os olhos das pessoas que obedecem cegamente ao que foi aprendido sobre o leite de vaca. 



1- O leite reduz a quantidade de ferro em crianças pequenas. 
É por isso que em 1993, a Academia Nacional de Pediatria dos Estados Unidos divulgou um comunicado afirmando que em sua opinião, nenhuma criança deve beber leite de origem animal antes dos 18 meses de idade. Do mesmo modo, que contribui para a falta de ácidos gordos essenciais e vitamina E.

2- O leite animal estimula o organismo a produzir muco. 
É por isso que quando sofremos de doenças originadas pelo frio, alguns médicos não recomendam beber leite. 

3- O leite animal é cheio de bactérias.
Por este fato, nosso corpo é um excelente meio para estas bactérias crescerem. É por isso que as crianças que não bebem leite de origem animal ou consomem produtos lácteos de origem animal, não ficam tão doentes quando comparadas com as crianças que ingerem; além de sofrer menos de cáries e infecções de ouvido. A pasteurização utilizada pela indústria de leite geralmente dura 15 segundos. No entanto, para as bactérias ruins no leite serem inativadas, é necessário que o processo dure pelo menos 15 minutos.

4- A caseína é uma proteína encontrada no leite. A mesma é usado para fabricar cola, as crianças que a ingerem, podem produzir um grande número de tecidos moles que podem inchar. Estes tecidos moles são comumente encontrados na garganta, cavidades nasais e seios. Quando estes estão inflamadas, há dificuldades em respirar.

5- Beber e comer produtos lácteos estão associados a diversas doenças, como Diabetes Mellitus, Esclerose Múltipla, Doenças Cardíacas, Síndrome de Crohn (intestino irritável) e até mesmo Catarata.

6- O leite contém níveis significativos de antibióticos quando os agricultores injetam em suas vacas para evitar as doenças do úbere. Estas doenças são comuns em rebanhos leiteiros produtores. Estas quantidades anormais de antibióticos contribuem para as bactérias se tornarem resistentes a eles, tornando mais difícil o combate quando se trata de doenças mais graves.

7- Também deve saber que os animais e produtos lácteos contêm quantidades excessivas de aproximadamente 59 tipos diferentes de hormônios, a hipófise, esteroides, adrenal, sexo, etc. Além disso, níveis elevados desse hormônio, juntamente com outras toxinas, são considerados causas de ocorrência de diversas doenças degenerativas. 80% das vacas estão grávidas enquanto são usadas para produzir leite, o que naturalmente eleva os níveis desses hormônios. Além disso, os agricultores injetam hormônios sintéticos para aumentar a produção de leite. Estes altos níveis de hormônios femininos na cadeia alimentar têm sido associados a problemas de saúde no mundo. Eles também estão associados com a puberdade precoce.

8- O leite contém grandes quantidades de gordura, que entopem as artérias de pessoas mais jovens.

9- O açúcar do leite (lactose) é muito difícil de digerir, porque quando uma pessoa atinge a idade de 2 (dois) anos, os intestinos produzem menos lactase, uma enzima necessária para absorver e digerir a lactose. Esta diminuição na produção de lactase em seres humanos ocorre quando não é mais necessário a ingestão do leite materno para o crescimento. Quando consumimos produtos lácteos, é provável que a fermentação da lactose no intestino cause problemas digestivos como inchaço, gases e outras sérias dificuldades.

10- O leite de origem animal contém uma mistura perfeita de minerais projetada para ajudar a amadurecer o sistema digestivo de sua prole. Este sistema irá permitir-lhes digerir corretamente os nutrientes digestivos de grama e ervas daninhas. As vacas têm um conjunto de quatro câmaras do estômago, por isso vomitam, mastigam e engolem sua comida várias vezes antes de digeri-los. Eles têm um sistema digestivo diferente dos seres humanos e, por consequência, têm necessidades diferentes. Quando consumimos leite, ingerimos os minerais e produtos químicos que as vacas precisam em seu sistema e como nossas dietas são diferentes, estes produtos químicos e minerais perturbam nossa digestão e absorção, afetando os nutrientes em nossa dieta. 

11- O leite está no topo da lista de produtos que causam alergias e sensibilidade. Têm sido demonstrado que ele afeta o comportamento, o sono, a concentração e até a incontinência urinária.

12- O leite sozinho ou quando combinado com glúten (encontrado em grãos inteiros) está associada com autismo. Quando alguém com suspeita de síndrome do intestino permeável, é recomendável uma dieta livre de leite e glúten.

13- Crianças deficientes que sofrem de problemas neurológicos, como autismo, síndrome de Down, dificuldades de aprendizagem e lesões cerebrais são particularmente vulneráveis ​​ao leite. Certas proteínas no leite de animais, tais como caseína e soro de leite, aparentemente irritam o sistema nervoso dos seres humanos, levando-os a graves problemas neurológicos em crianças. É por isso que se você não beber leite ou produtos lácteos, os programas de reabilitação têm melhores resultados, em comparação com aqueles que tomam leite e fazem o tratamento.

14- Estudos têm demonstrado que a utilização de hormônios, colesterol e gordura encontrada no leite de animais, fazem com que uma pessoa tenha maior probabilidade de desenvolver acne e rugas.

15 - Pessoas de descendência asiática, africana, hispânica ou do sul da Europa, são especialmente vulneráveis ​​aos problemas associados com o consumo de leite. Isso explica o fato de que a maioria dos países não bebem leite.

16 - O leite é uma das substâncias que mais contêm dioxinas. Ao contrário do que se acredita, as dioxinas no leite e queijo têm dez vezes mais chances de causar câncer. Durante o verão de 1999, a indústria de laticínios, em Bruxelas, foi fechada por um mês, porque o leite continha 100 vezes os níveis recomendados de dioxinas.

17- O leite contém sangue animal... as máquinas de ordenha causam lesões nas tetas da vaca que sangram e este sangue vai direto com o leite.

18- O leite contém pus. As regras do Departamento de Saúde e Serviços Humanos e Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) afirmam que o leite é anormal e não deve ser ingerido, se ele conter mais de 200.000 glóbulos brancos mortos por mililitro.

19- O leite está associado com o câncer de próstata em homens. Os riscos aumentam em 30% se forem consumidos de 2-3 porções por dia. Mulheres que tomam produtos lácteos aumentam o risco de contrair câncer de ovário em até 66%.

20- O consumo de leite e queijo está associado com a asma. Quando os seres humanos ingerem a caseína (proteína usada para criar a cola que gruda os rótulos de garrafas de cerveja) e, em seguida, produzem muco histamina. Os brônquios podem ficar cheios desta substância e dificuldades respiratórias podem ocorrer.

21- Crianças que bebem lotes de leite e queijo seguidos, têm falta de Zinco.

22- O leite tem alto teor de colesterol, o que provoca doença cardíaca. 

23- As histórias associadas com cálcio e o consumo de leite são em grande parte um mito criado pela indústria de laticínios, que em suas campanhas de publicidade dizem que o leite de vaca contém grandes quantidades de cálcio. Estrategicamente também dizem que precisamos de cálcio. Estas duas afirmações são verdadeiras, porém, dizer que o leite consumido nos fornece cálcio, não é correto. O cálcio do leite é combinado com outros minerais, que se consumidos em excesso, formam uma molécula maior para ser absorvido pelo intestino humano. 

Em outros lugares do mundo em que o leite é consumido, doenças associadas com a falta de cálcio são quase inexistentes. A osteoporose e aterosclerose são raras em culturas onde o consumo de leite é limitado. De fato, estudos recentes sugerem que o leite e queijo pode realmente ser a causa da osteoporose, porque grandes quantidades de proteína em produtos lácteos podem diminuir o cálcio dos ossos.


24- A regulação da presença de vitamina D no leite, é muito mal regulado. Recentemente, descobrimos que em 42 amostras, apenas 12% tiveram a quantidade prometida de vitamina D. Foram estudadas 10 amostras de fórmula infantil, onde 7 estão contidos o dobro de vitamina D anunciado. Um deles tinha até 4 vezes mais. A vitamina D é tóxico em grandes quantidades, podendo gerar overdose ..

25- Beber leite pode contribuir para os ossos quebrados. Em um estudo de 78.000 mulheres feito ao longo de um período de 12 anos, o leite não reduz o risco de fraturas. Na verdade, as mulheres que bebiam leite 3x/dia tiveram mais fraturas das que raramente bebiam.

26- Outro fator importante é o colesterol, havendo risco de doenças do coração e circulação. Um copo de leite é equivalente a 35mg de colesterol, já 4 pedaços de bacon equivalem a 30mg.

27- Outros efeitos associados ao consumo de leite de origem animal incluem diarréia e constipação, especialmente em pessoas jovens. 

28- O consumo de leite animal também pode estar associada com a Síndrome da Morte Súbita Infantil e da Esclerose Lateral Amiotrófica (Doença de Lou Gehrig).

29- O leite é um bom condutor de veneno. Um estudo analisou casos de envenenamento na Inglaterra e País de Gales entre 1992 e 1996, 20 desses casos foram associados com o consumo de leite e seus derivados.

30- A composição química do leite de vaca é absolutamente perfeita para alimentar um bezerro. Pois fornece os nutrientes exatos para a vaca fazer perfeitamente a nutrição e ajuda-o a desenvolver o seu sistema digestivo e imunológico. 
O leite humano é perfeito para bebês. Se nós dermos leite humano para um bezerro, eles sofreriam de desnutrição e adoeceriam muito rapidamente. É óbvio que ninguém pensaria em fazer isso, pois é incomum. No entanto, seria correto alimentar os nossos filhos com leite não-humano e produtos lácteos?
  

Existem excelentes leites vegetais disponíveis no mercado, como leite de soja, amêndoas, aveia, arroz, etc...

Se você não beber leite , poderá obter cálcio de outros alimentos com sucesso . Amêndoas , amaranto , brócolis, repolho , ervilhas , couve-flor , couve , flor dente de leão, figos, avelãs , couve , escarola , alho-poró , melaço , azeitonas , amendoins , salsa , pistache , uvas passas , gergelim, soja, tofu , espinafre, sementes de girassol, agrião, são apenas alguns dos alimentos que contêm quantidades significativas de cálcio que seu corpo pode absorver e que podemos desfrutar .


http://www.creadess.org/index.php/informate/desarrollo-humano1/nutricion-salud-y-estetica/23854-30-motivos-para-no-ingerir-lacteos-sorprendete

1 comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...